O check-up oftalmológico é a melhor forma de garantir a sua saúde ocular

Cuidados que deixarão seus olhos agradecidos
3 de Maio de 2018
Glaucoma: a maior causa da cegueira irreversível no mundo.
17 de Maio de 2018

Como em qualquer área médica, na oftalmologia o check-up preventivo atua como um instrumento para detectar doenças precocemente. Há várias doenças que se desenvolvem silenciosamente e quando diagnosticadas de forma precoce podem ser revertidas ou tratadas de maneira mais eficaz.

O check-up oftalmológico não trata apenas de exames, mas de uma avaliação da sua saúde ocular como um todo. Avalia-se as peculiaridades e os fatores de risco do seu cotidiano, do seu ambiente de trabalho e do seu estilo de vida. Além de detectar alterações ainda em fase assintomática, a intenção é orientar e prevenir antes que elas apareçam.

Quando devo fazer um check-up?

Os cuidados começam ainda na gestação, quando a mãe deve se prevenir por meio de vacinas contra doenças como rubéola. Ainda na maternidade, é realizado a primeira avaliação oftalmológica, conhecida como teste do olhinho. Entre outros problemas, a avaliação é capaz de detectar catarata congênita, glaucoma congênito e retinoblastoma.

Com o início da vida escolar, surgem os problemas de refração como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo, que podem influenciar na vida escolar da criança. Além disso, algumas crianças podem apresentar distúrbios como estrabismo, ambliopia (“olho preguiçoso”) e ptose (pálpebra caída).

Entre os 13 e 20 anos de idade, estamos mais suscetíveis ao surgimento de Ceratocone. A doença que provoca a irregularidade da córnea, às vezes, vem acompanhada pelo hábito de coçar os olhos excessivamente. Também é muito comum que o uso em excesso de aparelhos eletrônicos cause danos à visão, como a Síndrome da Visão do Computador (CVS) e o agravamento da miopia e da hipermetropia.

Na idade adulta, por volta dos 40 anos, é frequente o aparecimento da presbiopia ou “vista cansada”, ocasionando a incapacidade de focar objetos de perto. A correção é feita pelo uso de lentes para visão de curta distância. Nessa faixa etária, a medição da pressão intraocular torna-se fundamental, especialmente, em caso de histórico familiar de glaucoma. Além disso, a avaliação do fundo de olho é primordial para identificar danos causados por doenças como a diabetes.

Com o passar dos anos, as estruturas dos olhos também envelhecem, podendo causar algumas alterações visuais que geram esforço visual intenso, queda na qualidade da visão, cefaleia, falta de concentração e até sonolência. Na terceira idade, também é habitual o desenvolvimento de doenças como a catarata (principal causa da cegueira reversível no mundo) e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (afeta a área central da retina, originando a perda da visão).

Independente da fase da vida, os cuidados com a saúde ocular são importantes para proteger a visão, por isso, é fundamental que você procure a orientação de um especialista periodicamente. O objetivo da prevenção é o bem-estar e a promoção da sua saúde ocular.